A pergunta, se a cachaça vence ou tem validade, como a maioria dos produtos tem, é muito comum de ser ouvida nas rodas alegres quando apreciamos nossa marvada tradicional, ou uma diferente, recheada de  causos. Essa preocupação procede tendo em vista que a ingestão de produtos fora do prazo de validade ou vencidos podem causar danos a nossa saúde. Se bebemos uma dose de cachaça padrão, 50 ml de cachaça, estamos ingerindo 115 cal, o que equivale comer uma banana, se ambos não estiverem deteriorados.

Copos de cachça, duas doses

Dois copos americanos tipo mini com cachaça na madeira e sem madeira

Antes vamos conhecer a definição adotada pela ANVISA, Agência nacional de vigilância sanitária, para o Prazo de Validade, que é “o intervalo de tempo no qual o alimento permanece seguro e adequado para consumo, desde que armazenado de acordo com as condições estabelecidas pelo fabricante para permanecer seguro, manter suas características e manter sua qualidade sensorial”.

Vamos perceber que os rótulos de cachaça que devem obedecer a instrução normativa número 13 do MAPA sempre descrevem Prazo Indeterminado, ver exemplo de um rótulo correto abaixo com indicação de prazo no item XIII, o que significa que a cachaça não tem prazo definido para sua validade, o que não quer dizer que se não for bem guardada e bem acondicionada não perde suas características e qualidade, como evitar a luz do sol, temperaturas extremas e entrada de ar na garrafa através da sua tampa.

Rótulo legal atende exigências do MAPA

Rótulo com indicação de cada item da Instrução Normativa 13 e a parte do rótulo regido por cada um destes itens, sendo a validade expressa no númeno XIII.

Assim como uma boa cachaça, um bom vinho, uma boa vodca, uma boa tequila, se bem guardados tem prazo de validade indeterminado. Mesmo depois de ter aberto a garrafa, se você manter ela bem vedada, é possível preservar a bebida durante anos, sem que ela perca as suas características principais como demonstram a dupla João Almeida e Leandro Dias e recomendam que se depois de abrir uma cachaça sobrar na garrafa, vedar bem e guardar em lugar seco e longe da incidência da luz solar.

Tradicionalmente são usados toneis de madeira para armazenagem da cachaça, assim como fazem há anos com o vinho e o Whisky. Para cachaça são usados mais de 30 tipos diferentes de madeira, o que não acontece com outros destilados, nem mesmo com o vinho, isso leva a cachaça a apresentar uma variedade enorme de sabores, cores e aromas. O tipo de madeira vai alterar a sua cachaça, tanto no sabor quanto no aroma e cor. A validade estará preservada, mas a originalidade da bebida não.

Ultimamente tem sido usado também toneis de aço inox para reservar a cachaça, sua cor pode não sofrer alterações como nas madeiras, mas é muito provável que haverá alterações de suas propriedades, tendo em vista a forte atividade deste material na presença de outras substâncias, aqui também a validade estará preservada, mas a originalidade não, mas vamos aguardar estudos mais detalhados.

Adão de Faria e Felipe de Faria

 

 

 


Felipe G. J. de Faria

Diretor comercial do e-commerce Empório Cachaça Canela-de-ema, Graduado em Filosofia, preocupado com a preservação da natureza, em especial do bioma cerrado, que vivenciou desde a infância, nas visitas que fazia à Fazenda Lagoa Seca em Itumbiara, GO, onde está em construção o alambique da família “Agronegócios Fazenda Lagoa Seca do Brasil LTDA” que produzirá em breve a “Cachaça Canela-de-ema.

Olá!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese
%d blogueiros gostam disto: