Água com qualidade permanente  e abundante, é o que todo alambique precisa para funcionar sem dores de cabeça, e claro, garantir uma cachaça de primeira sempre. Os antigos alambiques, e muitos até hoje em funcionamento por todo território nacional, prezam por manter a todo custo seu fornecimento de água através de minas, resultantes de afloramentos de lenções freáticos robustos, o que é bastante interessante do ponto de vista ecológico e é até mesmo romântico, visto que o abastecimento de água é feito de forma natural.

Uma mina destas, embora facilitem bastante a captação de água, ficam mais sujeitas às constantes mudanças  climáticas e também à contaminação pela utilização do solo nas suas proximidades, em especial em um país como o nosso onde o uso de agrotóxico ainda carece de controles mais firmes, mas mesmo se essa mina estiver embrenhada em uma floresta virgem, e por mais que essa mina seja protegida das ações do entorno, sempre haverá um risco considerável de ser afetada a qualidade da água de seu alambique, tão importante na elaboração de uma cachaça saudável e de qualidade.

A solução definitiva adotada pelo Alambique cachaça Canela-de-ema, mesmo tendo seis nascentes e três mini poços na propriedade, mas visando minimizar os riscos de instabilidade no fornecimento de água de qualidade, foi a implantação de um poço semi artesiano na Fazenda Lagoa Seca. Na nossa opinião, melhor ainda se fosse um poço artesiano ou jorrante, mas pode ser até mesmo uma cisterna ou um mini poço. É fácil perceber que quanto mais profundo for o seu poço para abastecimento de água do alambique, menos chance ele tem de receber contaminantes exógenos como excrementos de animais, agrotóxicos e etc.

Podemos dividir em três passos a instalação do sistema de abastecimento de água do Alambique Cachaça Canela-de-Ema:

Primeiro Passo – Perfuração do poço e sua outorga no estado

Foi contratada uma empresa local, Itumbiara go, para este serviço de perfuração. Depois de escolhido o local apropriado, e  uma semana de trabalho, a menos de 300 m do alambique, o poço já estava pronto com uma profundidade de aproximadamente 100 m  e vazão de calculada de 4.000 litros/hora. O estado detém o controle de poços artesianos e semi artesiano, e com isso, para você ter um alambique dentro da legalidade, como convém, faz se necessário a outorga desse poço.

Essa outorga nada mais é que o cadastro e aprovação pelo estado do poço em questão, e neste caso sugiro você contratar uma empresa especializada neste serviço para reduzir atrasos e problemas, geralmente ficam nas capitais do seu estado e pode levar mais de um ano esta aprovação, mesmo com um despachante. Devemos observar que é imprescindível a análise da água de seu poço por um órgão competente, assim que o mesmo for perfurado, para confirmar legalmente que a água é potável, como deve ser a água para uma cachaça de qualidade, como é o caso de nossa cachaça canela-de-ema e tantas outras que você pode encontrar em nossa loja online.

Segundo Passo – Sistema de bombeamento e reservatórios

O sistema de bombeamento foi instalado pela mesma empresa da perfuração e é capaz de alimentar uma caixa de água em aço carbono resistente a corrosão de 10.000 litros e outras 3 de PVC de 5.000 litros cada em menos de 3h, dedicadas aos diversos serviços do alambique, bem como ao sistema de reciclagem de água de produção.

Uma dica: caso ocorra uma queima da sua bomba, sugiro você optar por um retífica da mesma, o que pode reduzir muito os custos. Os motivos da queima são vários, como uma ligação errada, falta de água no poço, vazamento na tubulação, ou seja, pane seca e outros. Sempre consultar o preço de uma nova bomba na sua cidade e comparar com ofertas dos marketplaces, como mercado livre e etc., se for o caso de troca e não retífica. Uma retifica custa menos da metade do preço de uma bomba nova e vale a pena porque eu já fiz isso.

Terceiro Passo – Automatização do bombeamento de água

Sua safra começa e mão de obra consome muito custo, mesmo nos alambique mais equipados, e por maior que seja a vazão de seu poço você vai perceber que o ligar e desligar manual torna se um grande problema, por conta do esquecimento e consequente falta de água, e quando você não está na safra também é problema por falta de ritmo no seu alambique, o que pode levar por sua vez a falta de água por esquecimento ou sua ausência, em especial quando há outros usuários dessa água, como o caseiro, ou quem cuida do seu alambique no dia a dia.

Esse problema pode parecer um pequeno problema para você leitor que nunca viveu esse drama no dia a dia, ou que já possui um alambique todo automatizado, mas posso afirmar é um grande problema, e tão grande que um certo dia, fomos obrigado a parar a caldeira por falta de água e consequente entrada de ar nas tubulações, simplesmente não ligamos a bomba manualmente, o que nos obrigou a retirar a madeira da caldeira e até paralisar o processo de alambicar. Tudo foi resolvido, mas com isso não tive dúvidas em ter que automatizar a bomba de água e foi o que fizemos.

Com apoio do especialista Belém Ferreira de Paiva foi projetado e implantado o sistema de automação da bomba do nosso poço semi artesiano, conforme abaixo. Hoje tudo corre muito bem e tem até uma luz vermelha que indica se a bomba está ou não em operação a qualquer hora do dia ou da noite e para completar foi colocado em seguida um sistema de proteção desse automático para evitar queima da bomba em caso de pane seca, por vazamento de água na tubulação, ou falta de agua no poço, também contemplado no circuito do automático.

circuito-elétrico-automático-bomba-alambique-cachaça-canela-de-ema

Circuito Elétrico do sistema de automação da bomba de água do poço semi artesiano do alambique cachaça canela-de-ema em Itumbiara Go. Projeto e instalação Belém Ferreira de Paiva.

Foi realizado um teste real de funcionamento do sistema de proteção do automático da bomba, conforme vídeo abaixo narrado por Belém Ferreira de Paiva que projetou e instalou todo o sistema automático e de sua proteção.

 

Autores: Adão V. de Faria e Belém Ferreira de Paiva

Revisão e edição: Felipe G. J. de Faria


Empório Cachaça Canela-de-ema

Loja virtual, e-commerce, da empresa Agronegócios Fazenda Lagoa Seca do Brasil LTDA que comercializa, no atacado e varejo, cachaça artesanal, orgânica e produtos afins. Todos os produtos são devidamente escolhidos com base nos melhores resultados dos testes de qualidade conforme critérios do MAPA.

0 comentários

Olá!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

pt_BRPortuguese
%d blogueiros gostam disto: